quinta-feira, 29 de novembro de 2012

postado por Jaqueline Oliveira em quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Pânico – O medo descontrolado




Os nossos conceitos deveriam ser completamente neutros, imparciais, mas devido a muitas de nossas crenças e ao nosso emocional acabamos por acreditar como corretos os mais intensos absurdos, e nem sequer nos damos o direito de retocá-los ou de imprimir outro acabamento nas coisas que criamos.

Atendi a um rapaz que apresentava sintomas de síndrome do pânico, sensação de que vai morrer, ansiedade, tremores, choro fácil, receio de sair de casa e relacionar-se, havia passado em consulta com psiquiatra que diagnosticou intensa depressão e o medicou. Em terapia ele disse que após 8 anos de casado e com filho pequeno, decidiu separar-se, não sentia mais amor por sua parceira, tinha sim muita estima por ela, queria que ela fosse feliz, mas não a seu lado. Até ai tudo bem, afinal temos o direito de mudar de ideia, e assumirmos uma nova direção na vida, mas o problema começa a existir quando você não aceita que tenha este direito, quando você sente que não está atendendo o anseio dos outros , quando você se decepciona com a sua própria atitude, aí vem a culpa e quem se culpa não pode amar-se.

No universo o AMOR É e na falta dele o MEDO EXISTE, você somente sente medo quando não se sente amado, seja por si mesmo, pelos outros ou por Deus, daí vem o vazio e no vazio o Medo acaba por preencher este espaço. Quando este medo toma força , vai dominando seu corpo e causando reações de confronto. O corpo vai dando sinais de prontidão, o medo fica incontido e vira Pânico.

Pânico de sair, de se expor, de dirigir, de trabalhar, de tudo enfim, somente quem o sente sabe como é difícil.

Ele não saia de casa, não se relacionava, não foi mais ao trabalho, no seu intimo, o medo de ser julgado era enorme, sentia que todos estavam olhando e criticando , era a culpa agindo.

Disse a ele que em minha vida apenas conheci uma palavra que considerasse mágica e eficaz, e que esta palavra deveria estar acesa como um letreiro na mente das pessoas, todos os dias, a palavra é PERMITA-SE, seja lá o que for , PERMITA-SE dê a si o direito do acerto e do erro e aprenda com eles, que ele apenas estava contabilizando os fracassos, que ele passasse a colecionar êxitos.

Quais? Ele perguntou. Você é um rapaz saudável, respondi, você tem um emprego há dez anos, formou-se, tem um filho que te ama, tem família, tem amigos, você tem bênçãos que sequer imagina , é amado por muitos e pelo próprio universo . Na vida faça o seu melhor, não importa se este melhor não é o melhor que os outros esperam, o que importa é o orgulho de ter feito o melhor.

Um barco a favor da correnteza faz pouco esforço, pois é nesta direção que tudo vai. Porém se você coloca teu barco contra a correnteza, ele despenderá muita energia, seu progresso será lento. Quando caminha na direção de todos, tudo corre bem, mas se você busca teu caminho na direção oposta,  vai atritar com aqueles que se mantém no curso contrário, se chocará com os mais próximos. Permita-se navegar na vida e ser feliz.


Por: Ayrton Bicas
Fonte: Indika bem


0 comentários:

Postar um comentário