quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

postado por Jaqueline Oliveira em quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

3 maneiras de lidar com birras das crianças




Fazer escândalo em público, deixar de comer, falar palavrão... Aprenda a lidar com birras e veja o que fazer para evitar esse comportamento.

Atualmente, os filhos têm mais necessidade de chamar a atenção dos pais do que antigamente, segundo a pedagoga Maria Angela Barbato de São Paulo. Isso ocorre por dois fatores: a falta de limites e a ausência dos pais. “O primeiro caso me parece pior porque os pais tentam suprir sua ausência dando para os filhos tudo o que os pequenos desejam até mesmo quando não têm recursos financeiros para isso”, afirma a especialista. “Mas há pais que ficam pouco tempo com os filhos e procuram relacionar-se bem, conversar, aconselhar e até dizer ‘não’.” E esse é o caminho certo.

Ser pai ou mãe é...

Impor limites

Não é para exagerar e virar um carrasco, mas seu filho precisa de regras para crescer mantendo um comportamento adequado às regras sociais. Isso inclui até um castigo, se for necessário. “A maternidade não é só um ato biológico. Envolve muito mais: a responsabilidade de educar e desenvolver um ser humano”, reforça Maria Angela.

Conversar sempre

O diálogo é melhor do que as exigências. “Os pais acham que devem conversar com os filhos só quando existe um problema, mas o diálogo deve estar sempre presente nessa relação, desde a infância”, ensina a pedagoga.

Aprenda a lidar com as birras clássicas do seu filho

1. Fazer escândalo em público

É a forma mais comumde birra: gritam, esperneiam,se arrastam no chão e até batema cabeça na parede quando sãocontrariados. “Os pais devem ignorara criança nesse momento e deixarque a birra ocorra uma, duas,três, dez vezes, se for necessário”,recomenda Maria Angela. “Quantomais os pais se voltarem para acriança nessa hora, mais estarãoreforçando sua atitude inadequada.”E quando a criança se comportarbem, reforce esse comportamento.

2. Ficar sem comer

Fique tranquila: se a fome bater, seu filho irá comer. Crianças rejeitam comida, pois sabem que isso mexe com os pais. “Adultos fazem muita festa quando o filho come tudo, mas temos de dar mais valor ao aspecto nutricional do que ao emocional”, ensina a nutricionista Priscilla Primi Hardt, mestre em Nutrição Humana Aplicada pela Universidade de São Paulo. Seu filho deve comer bem para crescer saudável, e não para deixar a mamãe feliz.

3. Falar palavrão

Você já explicou que é feio, já colocou seu filho de castigo, e ele segue fazendo birra? Ignore! Ele sabe que, fazendo isso, chamará sua atenção. Só a convivência próxima vai fazer com que você saiba quando ele apenas repetiu um palavrão ou se falou de propósito, só para provocar.

http://mdemulher.abril.com.br


0 comentários:

Postar um comentário